domingo, 17 de Fevereiro de 2013

Centro de Arte Moderna - Lisboa

 Até 31 de Março está patente a exposição de Lida Abdul. A primeira exposição de Lida Abdul (Kabul, 1973) em Portugal apresenta Time, Love and the Workings of Anti-Love a nova instalação da artista composta por uma máquina fotográfica, 542 fotos tipo passe e som: uma voz que diz um texto pungente que tem tanto de belo como de doloroso. A voz, ou a ausência dela, é algo importante na obra de Lida Abdul. No vídeo In Transit, de 2008 – que integra a exposição conjuntamente com White House e Dome, de 2005, e White Horse, Brick Sellers e War Games, de 2006 –, um grupo de crianças brinca em volta da carapaça de um avião soviético abandonado. O termo «carapaça», oriundo do mundo animal, não é aqui escrito por falta de vocabulário mecânico, mas sim pelo facto de a imagem deste avião semidestruído, esburacado – que aliás começa por nos ser mostrado em imagem parada como uma fotografia, para que o nosso olhar se demore e fixe nele –, mais parecer um corpo ferido, um esqueleto. 
Centro de Arte Moderna | Rua Dr. Nicolau de Bettencourt | Lisboa | Terça a Domingo 10:00 às 18:00 | http://www.cam.gulbenkian.pt

1 comentário:

  1. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
    li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
    gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
    Deixo-lhe a minha bênção.
    E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderEliminar